7 de nov de 2015

Quem manda aqui???



Há tempos eu comprei um livro chamado "Inquietações íntimas", livro espírita psicografado por Aloísio Silva pelo espírito Giordano Bruno, mas só peguei para ler algumas horas atrás.


De cara, logo no primeiro momento de leitura me deparo com um trecho entitulado "Contra o tempo".
Fiz uma primeira leitura não muito demorada, entre a leitura e assimilação das ideias, meus pensamentos voavam e .....

Um dos trechos que mais meditei foi o seguinte "Outro mecanismo que nos prende ao passado é a mágoa e o ressentimento. Ressentimento signfica "re-sentir", ou seja, sentir de novo algo que deveria estar no passado. A lembrança deve provocar sentimentos novos, sentimentos contextualizados com a realidade do presente. Sentir hoje com a realidade do passado é tentar novamente voltar os ponteiros do relógio do tempo, o que é impossível e por isso nos faz tanto mal.
...
O tempo passou, a pessoa está em outra trajetória, e nós estamos aqui presos àquela cena do passado, congelados em um temp que não volta mais. Como uma engrenagem que foi paralisada a força, para isso lhe foi colocado algo entre os dentes. Com a força natural de uma engrenagem, a mesma quebrará os dentes, e parmanecerá em movimento até de autodestruir. Assim acontece conosco, nos autodestruímos quando alimentamos mágoa ou ressentimentos."

-----

Pensamos que nos governamos, mas quantas vezes nos proibimos ou fugimos de algo por causa de coisas que foram desagradáveis no passado?
Damos um poder imenso a quem nos fez mal! Este ser, apesar de longe de nossa vida, do nosso dia-a-dia, ainda tem o poder de definir para onde vamos, como vamos, quando vamos...
Como somso ingênuos!!

Sejamos os capitães de nossos barcos!
Não nos deixemos paralisar por quem não mais tem significado na nossa vida.

O presente está aqui, devemos usá-lo! O passado já foi, o futuro ainda não veio.
Esperar "dias melhores" é uma boa válvula de escape para permanecermos na nossa "zona de conforto".
Dizer que "todos são iguais" é uma mentira enorme! Se cremos nisso, também nos igualamos a quem nos fez mal. Isto é verdade??

E então, vai tomar as rédeas ou vai deixar pros outros????


25 de abr de 2014

Carta ao príncipe encantado



Caro Princípe,
Tudo certo aí no Reino?
Creio que não nos conhecemos.
Eu sei quem é você, aliás, quem não sabe?
Você é o cara que fode a minha vida e de outros homens.
É o sonho de qualquer menina, e até mesmo mulher.
O homem perfeito.
Por meio dessa carta, quero lhe pedir um imenso favor.
Você poderia dizer a todas as mulheres que você não existe?
Por sua causa escuto todos os dias:
“Homem não presta. Ique você tem medo de compromisso?”
Não.
Não tenho.
Tenho medo de piercing nos mamilos.
As meninas nascem e crescem com essa ideia fixa de que têm que achar alguém como você.
Sem defeitos.
Nós dois sabemos que isso não existe, não é mesmo?
Elas viram mulheres e não deixam de pensar assim.
Realeza, você poderia explicar para essa meninas e mulheres,
que a perfeição só existe em contos de fadas?
Hoje uma amiga reclamou que está solteira.
Só arruma homem com problema.
Com ela, chegamos a contagem de:
27 milhões 483 mil 209 mulheres falando a mesma coisa.
É a mãe do cara que que enche o saco.
Ele não ser bonito enche o saco.
Os filhos do primeiro casamento enchem o saco.
Se o cara não for o príncipe, enche o saco.
Não serve.
Outro dia li:
“Sou impulsiva, controladora e não cozinho.
Quero um cara que cozinhe e cuide de suas próprias coisas”
Assustador né?
Principe, não sei se tem wi-fi no reino,
mas certamente você não acompanha este blog.
Sempre disse por aqui.
Homem é um ser besta e ridículo.
Porém, é um ser besta, ridículo e prático.
Sei lá, cada um tem seu valor.
Não preciso de uma mulher que saiba 87 maneiras incríveis de fazer o namorado gozar.
Por sinal, é o tema preferido das revistas femininas aqui no mundo real.
Preciso de uma que goste de Pearl Jam.
Não brigue porque toco guitarra.
Foda-se.
Elas que encontrem você.
O que um príncipe faria na primeiro atraso?
Na crise de ciúme?
Na famosa TPM?
Mandaria direto para o calabouço.
Vocês mulheres, sinceramente,
não aguentariam um príncipe.
Vocês precisam brigar, discutir,
faz parte da sua natureza.
Como brigar com alguém sem defeitos?
Como aguentar um homem, que nunca irá dizer: Desculpa.”
Sabe príncipe, não é nada pessoal.
Mas vá se foder.
Você pode até fazer um ótimo trabalho com as princesas.
Mas tenho certeza, que na vida real,
você seria um babaca.
Agradeço a sua atenção e todos os suspiros que arranca por aí.
Mas passe a vez para os homens de verdade.
Afinal de contas, somos nós que amamos,
as mulheres de verdade.

Curta a página do blog.

Capa do post:
Filme: Shrek

24 de abr de 2014

Eu sou, igual a você.



Hoje uma mulher perguntou:
“Ique, que tipo de cara você é? “

Eu sou o tipo de cara,
que você não repara na escola.
Talvez,
as garotas da escola não sejam pra mim.
Eu sou o tipo de cara,
que você não repara na faculdade.
Talvez,
as garotas da faculdade não sejam pra mim.
Eu sou o tipo de cara,
que você não repara no trabalho.
Talvez,
as garotas do trabalho não sejam pra mim.
Eu sou o tipo de cara,
que você não repara na rua.
Talvez,
as garotas da rua não sejam pra mim.
Eu sou o tipo de cara,
que você não repara na balada.
Talvez,
as garotas da balada não sejam pra mim.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que fica puto pra caralho,
quando escuta uma mulher dizendo:
“Não existe homem fiel.”
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que nunca traiu
e foi traído.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que não aguenta mais,
escutar a mulher que você ama dizer:
“Por que quem eu amo não me ama?”
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que não quer uma mulher,
que precise resgatar na torre,
para ela gostar de você.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que ainda pergunta:
“Quer namorar comigo?”
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que já pediu uma garota em casamento,
e ela disse: “não”.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que já foi o futuro dela,
agora é o passado.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que não entende
como a garota dos sonhos,
sempre fica com o cara do pesadelo.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que acha uma babaquice
esse lance de ser alpha
ou beta.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que ao andar na calçada com ela,
fica para o lado da rua.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que perdeu um grande amor.
Eu sou o tipo de cara,
igual você,
que para uma mulher reparar,
ela precisa se apaixonar.
Talvez,
um dia desses,
eu conheça uma garota que apaixone-se.
Talvez,
ela não seja o que você chama de sexy.
Mas vou acha-lá linda,
e quando acordar,
direi isso à ela todos os dias.
Eu sou o tipo de cara,
igual a você,
que só precisa de uma chance, e…
isso será o suficiente.

Curta a página do blog:

Capa do post:
Filme: About time